+7 votos
91 visitas
perguntado em Arte e Humanidades por Bronze (10,6K pontos)
... a quem é merecedor?

Quem decide o merecedor?

Deus?
Sendo Deus...

Como explicar "justeza"?
Como explicar "Deus ama a todos incondicionalmente"?
Como explicar um Deus seletivo?

5 Respostas

+2 votos
respondida por Bronze (17,2K pontos)
selecionada por
 
Melhor resposta
Quem é merecedor? Ninguém...

Não há ninguém que entenda;Não há ninguém que busque a Deus.
Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis.Não há quem faça o bem, não há nem um só.

Romanos 3:11,12

Quem decide o merecedor?

Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.
Não vem das obras, para que ninguém se glorie.

Efésios 2:8,9

Como explicar a "justeza"?

Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.

1 João 1:9

Como explicar que Deus ama a todos incondicionalmente?

O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se

2 Pedro 3:9

Porque não tenho prazer na morte do que morre, diz o Senhor DEUS; convertei-vos, pois, e vivei.

Ezequiel 18:32

Como explicar um Deus seletivo?

Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome;

João 1:12

Só para esclarecer: nem aqui, no Space ou no YR eu costumo responder com versículos bíblicos, mas nesta caso achei oportuno.

Abraço.
comentado por Bronze (22,6K pontos)
Então, não se condena um deficiente, por nascer deficiente.
comentado por Bronze (17,2K pontos)
editado por
Existêm dois conceitos aí: o pecado primordial e o pecado pessoal.

O primeiro te leva ao segundo, ainda assim o homem e um ser moral.

Já pensou se o assassino e estuprador usarem está desculpa? Na verdade ele usa de certa forma quando culpa a sociedade e não a ele mesmo.
comentado por Bronze (22,6K pontos)
Peregrino, então, você citou duas situações extremas e delicadas.
Eu realmente não consigo entender como alguém em sã consciência mataria alguém ou abusaria outro por seu próprio prazer.
Será que a pessoa teve escolha? Digo, será que não tem uma parte do cérebro ou da mente que adoeceu?
Como culpamos alguém doente?
Entende minha linha de raciocínio? Que não é de "defender" assassinos e nem estupradores. Mas de entender o que leva alguém a isto.
comentado por Bronze (17,2K pontos)
Ágatha, quando é dito que o homem é a imagem e semelhança de Deus, isto não é no plano físico já que Deus é espírito.

O homem é um ser tricotômico, Deus é uma Trindade. Por ser um agente moral assim como Deus, o homem é capaz de amar, já que o amor é uma escolha. Se é uma escolha, os homens podem escolher o mal e ser responsabilizado por esta escolha.

Quando o coração se torna mau a ponto de apagar está centelha divina, só a graça de Deus para restaurar. Só que Deus não pode obrigar ninguém a amar.
comentado por Bronze (22,6K pontos)
Esta questão de escolha, é de acordo com as vivências e de acordo com o nível de consciência de cada pessoa.
Não é tão simples assim.
+1 voto
respondida por Bronze (22,6K pontos)
Acompanhando.

Beijos.
+1 voto
respondida por Bronze (12,6K pontos)
Quem decide? Deus.

Quem é merecedor? Ninguém, a misericórdia de Cristo salvará quem é justo.

Como explicar justeza? Quem não é injusto. Quem assume seus erros sem colocar sua culpa em outro, ou tentar justificar seus atos ruins, quem ajuda o próximo sem interesse, mas por bondade, quem ajuda o irmão, quem é justo. Justo é diferente de santidade. Santidade só cristo foi. Justo muitos podem ser.

Deus ama incondicionalmente, mas é justo. Não levará ao céu aquele que pode prejudicar a paz de lá.

Como explicar um Deus seletivo? É tipo uma mãe que tem dois filhos gêmeos e ama inicialmente os dois iguais, mas um é p reso por furto, sai e é preso por assalto, sai e é preso por estupro, sai e se droga e bate nela pedindo dinheiro para se drogar mais, e o outro se torna um trabalhador que lhe ajuda nas contas. Os dois são filhos, e os dois amavam ela incondicionalmente, mas sendo ela uma mãe justa, quem teria melhor os seus ouvidos e seu carinho?

Enfim, Peregrino já disse tudo, eu apenas acrescentei de forma mais leiga. Por sinal, peregrino é um cara inteligentíssimo para explicar nossa fé aos outros, pena que nem sempre ele é escutado já que muitas pessoas não perguntam  (sobre Deus) no intuito de realmente ouvir.
+1 voto
respondida por Ouro (57,5K pontos)
a misericórdia se estende a todos  que se façam merecedores.

todos que pecam, e que se arrependem são os merecedores.
+1 voto
respondida por Bronze (16K pontos)
Assim como o Sol nasce todos os dias para a humanidade, assim nasce a "misericórdia" divina. As civilização antigas que já povoaram a terra, todas tinham os seus deuses. E como tudo que tem princípio, tem fim; elas se extinguiram completamente. Estou a pensar nos Astecas, e nos Maias...
Nós humanos, somos tão imperfeitos moralmente, que necessitamos ter um código de conduta que nos "obrigue" a pensar como gostamos que os outros no tratem. Para isso, criamos um Deus...

Um abraço amigo

Perguntas relacionadas

+4 votos
4 respostas
perguntado 21 Ago, 2017 em Curiosidade por Amaya. Prata (49,4K pontos)
+4 votos
2 respostas
+9 votos
6 respostas
+11 votos
6 respostas
Seja bem vindo ao Gloove, seu novo site de perguntas e respostas. Crie uma conta gratuita e participe!
...