LUTERO ANTISSEMITA ---> Ele escreveu livro CONTRA os JUDEUS. Vcs ja sabiam?

+1 voto
28 visitas
perguntou 13 Set em Curiosidade por realista (568 pontos)
republicada 3 dias atrás por Administrador
Que ainda ou mesmo quem já conhece e que seja protestante, o que acham de Lutero ter escrito livro contra judeus como esse "Sobre os Judeus e Suas Mentiras" ?

https://pt.wikipedia.org/wiki/Sobre_os_Judeus_e_Suas_Mentiras

    Sobre os Judeus e Suas Mentiras (do alemão Von den Juden und ihren Lügen) é um tratado escrito em Janeiro de 1543 pelo teólogo protestante Martinho Lutero, em que defende a perseguição dos Judeus, a destruição dos seus bens religiosos, assim como o confisco do seu dinheiro. Lutero se baseia no conceito germânico de liberdade, contra a imposição de se reverenciar líderes estrangeiros.[1]

    Ainda que, inicialmente, Lutero tenha tido uma visão mais favorável dos Judeus, a recusa destes em se converter ao movimento protestante que se iniciara levou Lutero a adaptar diversas acusações e incentivar um anti-semitismo, juntamente com outras obras e ideais.


    Lutero escreve que aqueles que continuam aderindo ao Judaísmo "devem ser considerados como sujeira.",[2] escreveu ainda que eles são "cheios de fezes do diabo ... que eles chafurdam como um porco" [3] e a sinagoga é "uma prostituta incorrigível" [4] Ele argumenta que as suas sinagogas e escolas devem ser incendiadas, os seus livros de oração destruídos, rabinos proibidos de pronunciar sermões, casas arrasadas, e propriedade e dinheiro confiscados. Eles não devem ser tratados com nenhuma clemência ou bondade,[5] não permitir nenhuma proteção legal,[6] e esses "vermes venenosos" devem ser dirigidos a trabalho forçado ou expulsos para sempre.[7] Ele também parece tolerar o assassinato de Judeus, escrevendo "temos culpa em não matá-los." [8]

TRECHOS

    “(…) Finalmente, no meu tempo, foram expulsos de Ratisbona, Magdeburgo e de muitos outros lugares… Um judeu, um coração judaico, são tão duros como a madeira, a pedra, o ferro, como o próprio diabo. Em suma, são filhos do demônio, condenados às chamas do Inferno. Os judeus são pequenos demônios destinados ao inferno.” [9]

    “Queime suas sinagogas. Negue a eles o que disse anteriormente. Force-os a trabalhar e trate-os com toda sorte de severidade … são inúteis, devemos tratá-los como cachorros loucos, para não sermos parceiros em suas blasfêmias e vícios, e para que não recebamos a ira de Deus sobre nós. Eu estou fazendo a minha parte.” [10]

    “Resumindo, caros príncipes e nobres que têm judeus em seus domínios, se este meu conselho não vos serve, encontrai solução melhor, para que vós e nós possamos nos ver livres dessa insuportável carga infernal – os judeus.” [11]

    O tratado ainda gera várias controvérsias principalmente no que diz respeito a supostas influências que os escritos antissemitas de Lutero exerceram sobre as doutrinas racistas do regime nazista, bem como no antissemitismo alemão. A visão acadêmica prevalecente desde a Segunda Guerra Mundial é que o tratado exerceu uma grande influência na atitude da Alemanha em direção aos seus cidadãos judeus nos séculos entre a Reforma e o Holocausto. Quatrocentos anos depois que foi escrito, os Nacionais-Socialistas expuseram Sobre os judeus e suas mentiras durante seus comícios e reuniões em Nuremberg, e a cidade de Nuremberg apresentou uma primeira edição a Julius Streicher, editor do jornal Nazista Der Stürmer, o jornal que o descreve como o tratado mais radicalmente antisemítico já publicado. [12]

    O renomado historiador Michael H. Hart afirma que Lutero “embora se rebelasse contra a autoridade religiosa, poderia ser extremamente intolerante com quem dele discordasse em assuntos religiosos. Possivelmente foi devido em parte à sua intolerância o fato de as guerras religiosas terem sido mais ferozes e sangrentas na Alemanha do que, digamos, na Inglaterra. Além disso Lutero era feroz anti-semita, tendo talvez, a extraordinária virulência de seus escritos sobre os judeus preparado o caminho para o advento de Hitler na Alemanha do século XX”. [13]. O próprio Hitler em seu Mein Kampf considerou Lutero uma das três maiores figuras da Alemanha, juntamente com Frederico, o Grande, e Richard Wagner.[14].



//////////////////


    Esse pastor desonesto, sabe nada de Historia, até mesmo muitos luteranos (e até mesmo muitos protestantes) admitem e sabem sobre Lutero ter feito essa obra antissemita mas nao aprovam o que Lutero disse:




/////////////////

    Esse é o livro online:

https://archive.org/stream/80233877DosJudeusESuasMentirasEd.Revisao/80233877-Dos-Judeus-e-Suas-Mentiras%20Ed.%20Revisao#page/n3/mode/2up


    Video com audio de leitura do livro:










//////////////////////////


    Teve um cara que fez um video criticando os criticos de Lutero, dizendo que Igreja Catolica tb teve seus antissemitas como Torquemada, etc, que nao deixaram por menos.
Infelizmente o video ta privadao agora.

    Esse era o link do video se alguem conseguir autorização pra ver:




    Sobre Tomás de Torquemada:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Tom%C3%A1s_de_Torquemada


    Tomás de Torquemada (1420 — Ávila, 16 de setembro de 1498) ou o O Grande Inquisidor foi o inquisidor-geral de origem Sefardita[1][2] dos reinos de Castela e Aragão no século XV e confessor da rainha Isabel a Católica. Ele foi famosamente descrito pelo cronista espanhol Sebastián de Olmedo como "O martelo dos hereges, a luz de Espanha, o salvador do seu país, a honra da sua ordem.". Torquemada é conhecido por sua campanha contra os judeus e muçulmanos convertidos da Espanha. O número de autos-de-fé durante o mandato de Torquemada como inquisidor é muito controverso, mas o número mais aceito é normalmente 2 200.


https://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Torquemada.jpg

    Na segunda metade do século XV, a Península Ibérica tinha mais judeus convertidos do que qualquer outra região do mundo. Ocupada durante séculos pelos muçulmanos, que concediam aos judeus e cristãos liberdade de culto a troco de um imposto especial, a Península Ibérica tornou-se um refúgio ideal e palco de uma intensa troca civilizatória entre elementos das culturas cristã, muçulmana e judaica. Entre os frutos desse intercâmbio, destaca-se a Astrologia, quase desaparecida da Europa durante alguns séculos e que retorna ao continente exatamente pela via do contato com o mundo islâmico, na região do Mediterrâneo.

    Com a progressiva unificação da Espanha (resultado da união dos reinos de Leão e Castela e, mais tarde, destes com Aragão) os muçulmanos e os judeus foram aos poucos "empurrados" para o sul, obrigados a migrar para o Marrocos ou a fazer uma conversão forçada ao cristianismo, porém, tal conversão era sempre vista com desconfiança, já que na maioria dos casos estas pessoas continuavam em segredo a praticar seus antigos cultos.


    Torquemada difundia que os judeus não eram confiáveis e que o país "precisava" possuir apenas sangre limpia, ou seja, sangue puramente cristão. O objetivo da Inquisição era a erradicação da heresia, o que, para Torquemada, era sinônimo de eliminação dos marranos. Para estimular as delações, a Inquisição chegou a publicar um conjunto de orientações que ensinava os católicos a vigiar os seus vizinhos e a reconhecer possíveis traços de judaísmo:

    "Se observar que os seus vizinhos vestem roupas limpas e coloridas no sábado, eles são judeus.

    Se eles limpam as suas casas às sextas-feiras e acendem velas mais cedo do que o normal naquela noite, eles são judeus.

    Se eles comem pão ázimo e iniciam a sua refeição com aipo e alface durante a Semana Santa, eles são judeus.

    Se eles recitam as suas preces diante de um muro, inclinando-se para frente e para trás, eles são judeus."

2 Respostas

+2 votos
respondida 13 Set por Jaci da Quimbanda (15,276 pontos)
republicada 3 dias atrás por Administrador
Queridinho vir pra cá tentar arrumar barraco não vai funcionar! Isso daqui não é Yahoo! Se quiser ficar e se importar como alguém decente não vai ter problemas, mas se vier pra ficar pondo farpas nos outros, rapidinho o povo se irrita e você roda.

Beijos de Luz! Passar bem.
comentou 13 Set por realista (568 pontos)
republicada 3 dias atrás por Administrador
Nao vi para arranjar barraco, mas quem parece nao se importar e ainda om nick de macumbeira (deve ser alguma) ta se doendo demais!

Eu mostrei pra informar pessoas, caso elas ja nao saibam, em q elas tao se metendo. Q o mundo real nao é a ilusão de igrejinha perfeitinha onde todo mundo é bonzinho. Exatamente como tem no Youtube e mundo por aí. Tanto no Space como aqui ainda me pareceu ser ilha sem fanatismo (com algumas exceções) mas vai saber!
+1 voto
respondida 15 Set por calby Rafael (114 pontos)
a podridão do Vaticano faz de tudo pra manter a cabeça dos inconsequentes mirado igual marionetes no catolicismo!
e o Brasil  e America latina são as maiores vitimas desse Vaticano de mierda
Seja bem vindo ao Gloove, o mais novo site de perguntas e respostas. Crie uma conta gratuita e participe!

9,184 perguntas

69,300 respostas

27,231 comentários

376 usuários

...