+3 votos
88 visitas
em Curiosidade por (1,5K pontos)

Entre ou cadastre-se para responder esta pergunta.

4 Respostas

+1 voto
por Prata (25,6K pontos)
selecionada por
 
Melhor resposta
Não sou especialista nisso, provavelmente só um advogado poderia explicar essas medidas.

No entanto, acredito que muda a visão do estado parente aos LGBT.

Agora estão incluso em outros patamares de obrigações do estado. Tratarão um LGBT do mesmo nível que se trata um homem hetero, rico, e branco.

O problema é que a sociedade não trata um LGBT igual trata este homem hetero, rico e branco. Por isso era importante a causa lgbt nos "Direitos Humanos", para que o estado enxergasse a causa como emergente.
+2 votos
por Ouro (55K pontos)
Muda pouco. Mas não facilita a vida dele, só dificulta. Se ele já possui fama de homofóbico, que tal não reforçar ela? Uma medida impopular, mesmo que pequena, dificulta que outras mais essenciais sejam aceitas.
+2 votos
por Cobre (8K pontos)
Houve uma tempestade num copo d'água, não houve uma retirada dos LGBTQI+ das diretrizes dos Direitos Humanos, no texto há escrito que devem ter direitos promovidos: "mulher; família; criança e adolescente; minorias étnicas e sociais; e índio", basicamente os LGBTQI+ estão inclusos dentro de minorias sociais, assim como negros estão inclusos em minorias étnicas (indígenas também deveriam estar incluso em minorias étnicas, mas enfim...). Não apoio essa decisão da ministra Damares Alves (até agora ela não disse nada que eu concorde), mas dizer que a comunidade LGBTQI+ deixou de ser humana é um exagero absurdo.
por (2,6K pontos)
negro como minoria?, vc é de Santa Catarina?
 na grande maioria dos estados brasileiros a população negra, afrodescendente e mestiça são mais de 50% da população e em alguns estados chegando a mais de  70%. Exceto o Amazonas que tem a maioria da população de etnia indígena.
O Brasil só é branco na maioria ideológica de direita.
por Cobre (8K pontos)
Fiquei um tempo sem entrar no Gloove e só pude ver agora. Quando falamos de minoria, falamos de uma parcela da população que sofre preconceito por serem quem são basicamente. Por exemplo mulheres, em números, mulheres são maioria, mas vemos um índice absurdo de violência contra a mulher, temos a quinta maior taxa de feminicídio no mundo e as mulheres ainda são muito silenciadas no âmbito político.

Da mesma forma são os negros, segundo o IBGE os negros compõem 7,52% da população brasileira (de fato, uma minoria), e mesmo assim os negros compõem 63% da população pobre no país e 69% dos indigentes, existe sim uma desigualdade racial.
+1 voto
por
Passe livre pra preconceito e discriminação.
Seja bem vindo ao Gloove, seu novo site de perguntas e respostas. Crie uma conta gratuita e participe!
...