Porque pessoas aparentemente inteligentes, se auto destroem?

+7 votos
31 visitas
perguntou 7 Nov em Curiosidade por kevin (25,885 pontos)
Simples fuga, ou medo de encarar a verdade, que já intuiram, mas se recusam a aceitar?

5 Respostas

+2 votos
respondida 8 Nov por Ana Flor (13,730 pontos)
Talvez as pessoas que assim o fazem, parecendo se próprio destruir na verdade estão  se ligando ao todo Universal, aquela busca que faz todo o sentido da vida.

Acredito que nosso maior desafio é  sair desse mundo e desse sistema de coisas que nos apegamos: o materialismo. Lugar que residem nossos defeitos.

Fazemos isso se nos predispomos a meditar. Os monges budistas se isolam muitas vezes e fazem isso.  São  pessoas muitas vezes reconhecidas como grandes sábios e providos de auto controle. Eles conseguem ter autodominio do corp, fazendo eles se acalmarem e ficarem vivos quase que mantendo os órgãos fisicos inativos.  Apenas pelo controle da mente.

Jesus se separou do mundo. Para o mundo, Jesus  se auto destruiu por suas idéias e doutrinas, sua primeira "auto destruição ", do sistema de coisas.

A segunda auto destruição, de Jesus,  foi a crucificação. A lição aqui é que assim como as histórias da FÊNIX, que é consumida pelo próprio  fogo, uma auto destruição, Jesus e a Fênix  RENASCERAM de outra forma,  com outras perspectivas. Muitas vezes incompreendido pela maioria das pessoas do seu tempo e até  os dias de hoje.

O que falar do grande Gandhi? Ou das crenças que acreditam vivermos em uma matrix. Por sermos seres espirituais vivendo experiências  em um corpo físico. Talvez vivemos várias experiências se pensarmos em reencarnação, assim como os espíritas e a maioria das religiões acreditam.

Morrer todos nós  vamos um dia, cada um de nós no seu tempo. O próprio ar que respiramos nos envelhece,  deteriorizando nossas células, nos auto destruímos. A lição é para que?

Quando uma pessoa inteligente faz isso é para um renascimento que muitas vezes é incompreendido pela percepção alhei. É uma situação  perfeitamente ilustrado no Mito da Caverna de Platão.

》》》ALEGORIA DE PLATÃO 《《《

http://www.anarquista.net/wp-content/uploads/2012/11/Alegoria-da-caverna-de-Platão.jpg

Sobre:
A alegoria da caverna, também conhecido como parábola da caverna, mito da caverna ou prisioneiros da caverna, é uma alegoria de intenção filósofo-pedagógica, escrita pelo filósofo grego Platão. Encontra-se na obra intitulada A República (Livro VII).

Alegoria :
No interior da caverna permanecem seres humanos, que nasceram e cresceram ali. Ficam de costas para a entrada, acorrentados, sem poder mover-se, forçados a olhar somente a parede do fundo da caverna, sem poder ver uns aos outros ou a si próprios. Atrás dos prisioneiros há uma fogueira, separada deles por uma parede baixa, por detrás da qual passam pessoas carregando objetos que representam "homens e outras coisas viventes". As pessoas caminham por detrás da parede de modo que os seus corpos não projetam sombras, mas sim os objetos que carregam. Os prisioneiros não podem ver o que se passa atrás deles e vêem apenas as sombras que são projetadas na parede em frente a eles. Pelas paredes da caverna também ecoam os sons que vêm de fora, de modo que os prisioneiros, associando-os, com certa razão, às sombras, pensam ser eles as falas das mesmas. Desse modo, os prisioneiros julgam que essas sombras sejam a realidade.

Imagine que um dos prisioneiros seja libertado e forçado a olhar o fogo e os objetos que faziam as sombras (uma nova realidade, um conhecimento novo). A luz iria ferir os seus olhos e ele não poderia ver bem. Se lhe disserem que o presente era real e que as imagens que anteriormente via não o eram, ele não acreditaria. Na sua confusão, o prisioneiro tentaria voltar para a caverna, para aquilo a que estava acostumado e podia ver.

Caso ele decida voltar à caverna para revelar aos seus antigos companheiros a situação extremamente enganosa em que se encontram, os seus olhos, agora acostumados à luz, ficariam cegos devido à escuridão, assim como tinham ficado cegos com a luz. Os outros prisioneiros, ao ver isto, concluiriam que sair da caverna tinha causado graves danos ao companheiro e, por isso, não deveriam sair dali nunca. Se o pudessem fazer, matariam quem tentasse tirá-los da caverna.

Platão não buscava as verdadeiras essências na simples Phýsis, como buscavam Demócrito e seus seguidores. Sob a influência de Sócrates, ele buscava a essência das coisas para além do mundo sensível. E o personagem da caverna, que por acaso se liberte corre, como Sócrates, o risco de ser morto por expressar seu pensamento e querer mostrar um mundo totalmente diferente. Transpondo para a nossa realidade, é como se você acreditasse, desde que nasceu, que o mundo é de determinado modo e, então. vem alguém e diz que quase tudo aquilo é falso, é parcial, e tenta lhe mostrar novos conceitos, totalmente diferentes. Foi justamente por razões como essa que Sócrates foi morto pelos cidadãos de Atenas, inspirando Platão à escrita da Alegoria da Caverna pela qual Platão nos convida a imaginar que as coisas se passassem, na existência humana, comparavelmente à situação da caverna: ilusoriamente, com os homens acorrentados a falsas crenças, preconceitos, ideias enganosas e, por isso tudo, inertes em suas poucas possibilidades.



Então, o que é mais inteligente?   Continauatinuar na Caverna ou sair  da caverna?

》》》
O que para uns será visto como ignorância, morte ou auto destruição,  para outros será LIBERTAÇÃO e significará VIDA.
+1 voto
respondida 7 Nov por Djavi (30,599 pontos)
Oi,  kevin  !!
Interessante isso. Quando se tem o conhecimento. Percebe-se o sentido da vida. A questão da fé, muitas vezes não se relaciona com a ciência. Então existe o choque. Passa-se a ver a vida como começo , meio e fim. Só que a dor que carrega um sábio. Muitas vezes mais se aumente quando se percebe que a maioria dos homens ignoram o elementar. Já não faz mais sentido a vida. Quer-se ser ao menos feliz , lembrar de algum plano. A melhor forma de se viver livre das regas da sociedade, da doutrina da Fé, da ignorância da humanidade . É morrendo de muitas maneira, e proporcionando uma morte acelerada e bem qista. Viver para muitos não é uma coisa muito sábia e nem de longe inteligente. O final será a morte, para os que se acham e são aparentemente inteligentes.
Bye.
+1 voto
respondida 7 Nov por Dilma Xanuda (36,000 pontos)
Pq se acham melhores que as outras, geralmente os muito inteligentes são arrogantes e não sabem conviver com as pessoas, querem corrigir todo mundo
+1 voto
respondida 8 Nov por Jaci da Quimbanda (20,609 pontos)
Porque precisa haver um equilíbrio, pra cada dom uma maldição.

Pessoas inteligentes não precisam viver muito para cumprirem suas missões.
+1 voto
respondida 3 dias atrás por Lole (11,576 pontos)
editado 3 dias atrás por Lole
Pessoas inteligentes , q questionam, pensam,  adquirem conhecimentos, são as q mudam o mundo por estarem à frente da massa....e sofrem pq são incompreendidas.   E não fazem questão de agradar os outros, são elas mesmas. " Ser, não Estar".

Os ignorantes , sem conhecimentos, q seguem a massa , q precisam da aceitação de outros, se sentem mais felizes ( na cabeça deles, pq na realidade não são. São reprimidos, infelizes e fazem os outros infelizes.)

Perguntas relacionadas

Seja bem vindo ao Gloove, o mais novo site de perguntas e respostas. Crie uma conta gratuita e participe!

13,353 perguntas

94,075 respostas

39,458 comentários

459 usuários

...