+4 votos
16 visitas
perguntado em Curiosidade por (112 pontos)
Hipoteticamente há um indivíduo de morte duvidosa que foi mandado para o IML para que fosse feita a necropsia. Ainda na análise externa, o legista identifica sinais de estrangulamento manual, mas, ainda assim, é preciso fazer a análise interna para se certificar de que não há nada duvidoso dentro do corpo do sujeito, já que o estrangulamento pode ser apenas para despistar a verdadeira causa da morte, então o legista deve ir até o final, certo?
Se o cara realmente morreu estrangulado, quais sinais internos serão encontrados em seus órgãos? Haverá inchaço em seus pulmões? Caso sim, esse inchaço é bem perceptível?
Quando o cérebro desse cara for aberto, haverá alguma sequela visível por falta de oxigenação constante ou precisarão usar algum aparelho? Caso sim, qual seria esse aparelho?
Onde são anotados os detalhes da morte? Para aonde vão estes detalhes?
Se nosso pobre homem tiver sido realmente estrangulado, qual será a Causa da Morte? Simplesmente asfixia?
A necropsia deve ser feita de uma única vez, ou pode ser iniciada na segunda-feira e finalizada na terça?
Por fim, após o termino da análise, quais as burocracias para liberar o corpo? Quais papeis devem ser assinados, para onde devem ser mandados, etc. E quanto tempo até que o corpo seja liberado?
Agradeço a quem possa sanar minhas dúvidas!

1 Resposta

0 votos
respondida por Ouro (65,5K pontos)
Vish complicado a situação, não sei te dizer

Perguntas relacionadas

+5 votos
3 respostas
+7 votos
8 respostas
+7 votos
5 respostas
...